Portugal

José Carlos Santiago

Curador e Facilitador

www.jcsantiago.info
www.jcsantiago.net
www.jcsantiago.com

Abordagens para a sua Saúde e Bem Estar

Desporto e Saúde

Para que tudo funcione bem há que prevenir e .... corrigir sempre que possível.

Tomemos dois exemplos:

  1. Perna curta
  2. Bacia desnivelada

Uma perna curta ou uma bacia desnivelada podem levar a situações como:

Se existe uma perna curta (ou bacia desnivelada):

E os problemas aparecem, muitas vezes só anos mais tarde quando já se instalaram e é mais difícil corrigi-los.

Correr (ou andar) com uma perna curta ou bacia desnivelada, equivale a andar com um pé no passeio e outro na estrada. Facilmente podemos depreender o que acontece à coluna e a todo o corpo nestas condições.

O desporto numa situação destas (perna curta ou bacia desnivelada) agrava o estado da bacia, da coluna, da cervical e dos problemas em geral.

A detecção e correcção destes problemas o mais cedo possível permite evitar muitos problemas e as suas consequências.

Cabe aqui um papel importante não só aos pais mas a todos os professores e instrutores desportivos.

Torna-se fácil olhar para alguém ou para um jovem e ver se os ombros estão ou não nivelados e qual a sua postura.

Ombros desnivelados podem ser uma indicação da existência de uma perna curta, de uma bacia desnivelada, de uma escoliose, de problemas de coluna, de problemas musculares ou de outras situações.

Da mesma forma pode-se colocar as mãos uma de cada lado da bacia imediatamente acima e junto aos ossos da bacia e ver se uma fica mais acima do que a outra ou seja se a bacia está mais alta de um lado do que do outro.

A verificar-se esta situação a pessoa ou jovem devem ser encaminhados para correcção sob pena de correr riscos de saúde mais cedo ou mais tarde.

Isto é extremamente importante em todos os profissionais desportivos e em todas as pessoas que praticam desporto sejam elas jovens ou não.

Há que corrigir as bacias desniveladas e as pernas curtas.

Hoje é possível corrigir as bacias desniveladas e as pernas curtas.

Hoje (2005) corrigir um osso curto duma perna é uma questão de minutos (5 a 180 min) e é feito sem cirurgia e sem intervenção médica. Basta para isso usar um toque extremamente suave e corrigir.

Hoje (2005), estas e muitas outras correcções são  uma prática normal no meu dia a dia e já não faz qualquer sentido a pessoa continuar com a bacia desnivelada ou com uma perna curta pois são situações que se corrigem muito facilmente e rapidamente.

Muita gente conhece a Osteopatia para corrigir muitos problemas de coluna, para corrigir bacias desniveladas e outros.

Eu no entanto gosto mais da Libertação Miofascial (e outras) para corrigir estes e muitos outros problemas.

A Libertação Miofascial substitui a Osteopatia com muitas vantagens uma vez que trabalha as causas por detrás destes problemas.

Ela corrige todo o corpo e consegue corrigir o comprimento da perna curta.

Para corrigir o osso curto da perna tem de ser com as minhas abordagens que eu desenvolvi a partir de 2005.

A Libertação Miofascial trabalha todos os tecidos do corpo desmemorizando-os de tensões, traumatismos, emoções, somatizações, etc., permitindo eliminar os “relógios” que muita gente tem e  que as informa de quando o tempo vai mudar.

Ela permite tratar e corrigir muitos outros problemas de saúde como dores crónicas, fibromialgia, dislexia, hiperactividade, etc., indo às suas causas e eliminando-as.

Veja também: Perna Curta

 

 

www.000webhost.com