Portugal

José Carlos Santiago

Curador e Facilitador

www.jcsantiago.info
www.jcsantiago.net
www.jcsantiago.com

Abordagens para a sua Saúde e Bem Estar

Crianças

As crianças são o nosso futuro, como é frequentemente dito.

Infelizmente as soluções para os seus problemas tardam a ser aplicados e o seu sofrimento, o dos seus pais e dos professores acaba por ser notório.

A educação é uma bandeira que muita gente agita como a salvação nacional mas:

  1. Muitas das vezes o ensino nada tem a ver com a realidade que é preciso saber e aprender.
  2. Os livros por vezes são ilegíveis e incompreensíveis pelas pessoas de cultura média/alta ...... e para as crianças, então nem se fala.
    a) Não é de admirar pois a aversão que muitas delas têm para com as aulas e para com o estudo.
    b) Da mesma forma não é de admirar a incapacidade delas em lidarem com as matérias nem de admirar as baixas (péssimas) notas/classificações que muitas delas obtêm.
  3. Aos alunos muitas das vezes não lhes são ensinadas as bases ...... e sem bases ninguém aprende coisa alguma.
  4. Os programas escolares são dignos de uma maratona o que impede de aprender as matérias como devem ser aprendidas. (Dar matéria não significa aprender coisa alguma).
  5. Os alunos são despejados dentro da sala de aula e na despejados na escola onde passam todo o dia sem ninguém se lembrar que:
    1) As crianças aprendem a brincar e
    2) Precisam de extroverter e libertar as suas energias e
    3) Não são animais para ficarem todo o dia dentro de uma sala/escola por mais conveniente que seja para pais, professores e governantes. Colocar dentro de jaulas é o que se faz quando queremos engordar o gado.
  6. Os professores muitas das vezes passam o tempo a justificarem as suas aulas e a recorrerem a fichas e mais fichas em vez de ensinarem. (Afinal eles precisam de justificar a matéria que deram).
  7. Usar fichas nada tem a ver com ensino mas sim com mecanização.
  8. Aprender significa saber e não mecanizar.
  9. As crianças são crianças e não máquinas. (Também elas precisam de alguma dignidade).
  10. Cada um tem o seu ritmo de aprendizagem e esse ritmo deve ser respeitado.
  11. Cada um tem as suas dificuldades e elas devem ser detectadas e corrigidas.
  12. As "modernices" no ensino muitas das vezes em nada contribuíram para o avanço da sociedade, antes pelo contrário, muitas das vezes os alunos saem das universidades sem conseguirem pensar por eles e muitas das vezes sem conseguirem executar as tarefas que lhes são exigidas. Todos ganharíamos muito mais se todos soubessem pensar por eles mesmos.
  13. Muitas das nossas crianças e alunos têm problemas e dificuldades que não são detectadas ou quando o são, não são corrigidas.

Infelizmente hoje em dia fala-se muito dos mais diversos problemas mas as soluções quando são aplicadas;

1) Ou não dão resultados, ou

2) Não dão os resultados que se esperam e desejam.

Hoje, há que corrigir os erros escolares que se instalaram e se continuam a instalar a nível escolar e corrigir os problemas de muitas das nossas crianças que as impedem de estudar e de ter boa aprendizagem.

Crianças e Problemas de Aprendizagem.

A observação de pessoas e crianças com dislexia, autismo, hiperactividade, desordens de atenção, problemas de aprendizagem e muitas outras condições tem mostrado a existência de disfunções no corpo e no sistema sacro craniano.

Todos sabem que qualquer tensão ou desconforto físico altera o estado emocional e cognitivo mas .... muitas das vezes parece que ninguém dá o devido valor e importāncia a isso.

Por outro lado todos sabem que é o sistema craneo sacral que cria todo o ambiente fisiológico no qual o sistema nervoso, vive, funciona e se desenvolve.

No entanto muitas das vezes não se dá importāncia a este sistema porque:

1) Não existem exames médicos suficientemente precisos para detectar as pequenas alterações que muitas das vezes existem.

2) São poucas as pessoas que sabem corrigir o sistema craneo sacral.

No entanto todos sabem que é o sistema nervoso o responsável pelos processos cognitivos e comportamentais.

Ou seja muitas das vezes corrigem-se (tenta-se) os efeitos, mas as causas e as origens não foram olhadas o que muitas das vezes leva aos mesmos efeitos.

Mas isto não tem de ser assim, pois tem-se visto que a correcção das disfunções quer ao nível do corpo quer ao nível do sistema craneo sacral, resultam num melhoramento bastante grande em muitas das condições que as pessoas ou crianças apresentam como sejam a dislexia, a hiperactividade, o autismo, as desordens de atenção, os problemas de aprendizagem, paralisias, etc..

Infelizmente muitas das disfunções existentes no corpo ou no sistema sacro craniano não são detectáveis nos exames que actualmente se fazem e apenas podem ser detectadas e corrigidas por pessoas que são treinadas para o efeito.

Uma vez que essas disfunções no corpo e no sistema sacro craniano não são visíveis nos exames e uma vez que são muito poucas as pessoas treinadas na sua detecção e correcção, estas disfunções passam completamente despercebidos da grande maioria dos profissionais de saúde.

E se não são detectadas, elas não são corrigidas.

Em Portugal ainda são poucas as pessoas com conhecimentos e capacidades para detectarem e corrigirem estes e outros problemas.

Como estas situações não são detectáveis nos exames médicos, os profissionais médicos acabam muitas das vezes por não conseguirem fazer mais do que aquilo que já fazem.

Mas enquanto não se corrigirem as causas por detrás da dislexia, da hiperactividade, das desordens de atenção, dos problemas de aprendizagem, do autismo, etc. estes problemas não serão convenientemente resolvidos.

Desta forma há que saber onde encontrar quem se entenda com estes problemas mas sobretudo onde encontrar alguém que os saiba detectar e saiba corrigir.

Hoje é possível fazer algo quer pelas crianças quer pelos pais, professores e sociedade.

As soluções existem e é uma questão de tempo até as pessoas perceberem que não têm de aceitar aquilo que lhes dizem e que podem ter e  viver a vida que merecem.

Muito deste sofrimento pode ser aliviado ou resolvido corrigindo as disfunções existentes no corpo e no sistema sacro craniano.

As soluções existem e só precisam de ser aplicadas.